Os 5 beijos gays mais importantes das séries de TV

Por Taty Jares

Vinte de dois anos atrás, a série da ABC thirtysomething exibiu uma episódio que mostrava dois personagens gays secundários na cama, obviamente no pós-sexo. Os dois homens na cena não se tocaram, nem falaram intimamente o que estavam fazendo. Apenas estavam deitados um ao lado do outro. Grupos religiosos enlouqueceram com a ideia. Campanhas foram lançadas e anunciantes retiraram suas propagandas. A ABC nunca reprisou o episódio, que só foi ao ar novamente quando foi vendida para a TV a cabo.

A situação não pareceu melhorar no ano de 1994, quando a Fox não exibiu um beijo na versão original de Melrose Place, em que Matt Fielding (Doug Savant) beijava Rob (Ty Miller), padrinho de casamento de Billy (Andrew Shue). Ao invés disso, a cena mostrava a reação de Billy com o beijo. Muitos outros beijos vieram e hoje temos situações como o recente beijo entre Kurt e Blaine, de Glee, que chegam até a ser comemorados. Melhor ainda, sem nenhum prejuízo para ninguém. Reflexo dos tempos modernos.

Enquanto a mídia americana se mostra mais audaciosa e acostumada com o envolvimento entre pessoas do mesmo sexo, tendo até mesmo uma premiação para os programas de TV e séries que ajudam a moralizar os homossexuais, o Brasil ainda se encontra engaiolado nessa questão. Só para lembrar, a Rede Globo vetou os beijos entre dois homens na novela America e na série Clandestinos.  A autora de América, Gloria Perez, afirmou recentemente que a cena foi vetada por motivos comerciais da emissora.

Aproveitando o clima, nesta semana trouxemos cinco importantes beijos entre pessoas do mesmo sexo:

5. Kurt e Karofsky (Glee)

Nenhum beijo foi mais chocante em Glee do que o que David “Dave” Karofsky dá em Kurt. O mais interessante na cena é o fato de Karofsky ser o maior perseguidor de Kurt. O acontecimento abre uma discussão bastante interessante sobre quem violenta homossexuais ter desejos reprimidos, teoria muito defendida por psicólogos e fato assumido pelo próprio personagem, que desejava muito ter a coragem que Kurt tem para ser quem é. Legal também foi ver Kurt guardando o segredo do rapaz, não pelas ameaças, mas por entender o que Karofsky está passando. Glee, no entanto, parece ter esquecido completamente do personagem e de uma das mais intrigantes e interessantes histórias que a série poderia ter.

4. Justin e colega de escola (Ugly Betty)

O que torna o beijo de Justin interessante é o fato do personagem ter tão pouca idade. Fato real é que os jovens estão se assumindo cada vez mais cedo. Talvez levados pelas “facilidades” do mundo moderno em poderem se assumir ou por pura “moda”. Convenhamos, se tem uma coisa que adolescente não tem é certeza de qualquer coisa relacionada a sua formação.  Na cena, o rapaz participa de um peça de teatro da escola, em que beija uma menina, deixando seu colega com ciúmes. Quando as cortinas fecham, Justin compensa o colega pela cena que presenciou. Justin também sofria por não entender sua identidade sexual. Em episódios anteriores, o personagem admitiu abertamente para a família não ser gay, mesmo não tendo certeza do fato.

3. C.J. Lamb (Amanda Donohoe) e Abby Perkins (Michele Green) (L.A. Law)

O peso da bandeira gay foi suportado, em primeiro lugar, pelas mulheres. Mas não significa que, por serem as primeiras, as mulheres tenham tido que derrubar menos obstáculos. Em 1991,  a advogada bissexual  C.J. Lamb (Amanda Donohoe) trocou um beijo com Abby Perkins (Michele Green) na sérieL.A. Law em uma das cenas mais impassíveis da história da TV. Foi só três anos após esse beijo que um novo despontou na telinha, dessa vez na série Roseanne. O episódio foi ao ar contrariando a ABC, que exibia a série na época, e teve o mesmo nível de “emoção” que em L.A Law. Além disso, o beijo de Roseanne ocorreu entre uma lésbica e uma heterossexual.

2. Jack e Ethan (Dawson’s Creek)

Dawson’s Creek foi a primeira série adolescente a exibir um beijo gay. E com um personagem principal! Jack (Kerr Smith) sofria de amores por Ethan (Adam Kaufman), mas as coisas entre os dois não deram certo e Ethan voltou com para seu antigo namorado. Só que antes disso, os dois protagonizarem uma das cenas mais marcantes das séries adolescentes. Com o primeiro beijo dado, Jack abriu as portas para outros beijos protagonizados por ele na série e, por consequência, encorajou as futuras gerações de séries teen a fazerem o mesmo.

1 – Jack e Will (Will & Grace)


Se Dawson’s Creek marcou história pela audácia entre as séries teen, Will & Grace foi sua precursora, sendo a primeira série a exibir um beijo gay em horário nobre. Em um episódio chamado Acting Out, baseado em uma história real do programa The Today Show, Jack e Will aparecem no programa da NBC para protestar contra o corte de um beijo gay em uma série. Enquanto Jack berra e esperneia, como de costume, Will resolve fazer o beijo acontecer, agarrando Jack e beijando-o na frente das câmeras. O beijo pode não ter sido de amor, mas isso não diminui sua importância!

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s